segunda-feira, 20 de setembro de 2010

"Quem tem coragem se aceita como é."

Eu escuto pessoas falando mal de outras o tempo todo, seja pelo cabelo, pela roupa, pela tatuagem que ela fez, pelo modo de falar, de agir, de entender e ver as coisas, etc.
Pelo que eu percebo, existem pessoas que têm muito medo de se aceitarem como elas realmente são, e um dos motivos é pensar sobre o que os outros vão falar se ela fizer as coisas do jeito dela; eu digo isso porque eu mesma já passei por situações parecidas, um tempo atrás eu estava deixando meu cabelo secar sozinho -op1, eu lavava, penteava, passava alguma coisa, ia dormir e no dia seguinte eu ia pra escola com ele natural (r). O modo com que as pessoas olharam para mim e o que elas falaram sobre isso não foram lá coisas muito agradáveis, e eu fiquei me sentindo "envergonhada" por causa disso. Mas depois de um tempo eu pensei bem e, poxa, todo mundo tem alguma coisa que o faz ser diferente dos outros, seja o cabelo, o modo de falar, de interpretar as coisas... ninguém devia ser julgado por causa disso, e mais, ninguém devia se permitir ser ofendido por causa disso. Algumas pessoas querem que você se sinta mal, pra que assim elas possam esquecer por um tempo das coisas que elas não gostam nelas e que fazem elas se sentirem mal. Foi a partir daí que eu entendi que não tem nada de errado em você viver sem ter medo ou vergonha de mostrar quem você é naturalmente, isso é motivo de admiração. Se você quiser vai encontrar nas pessoas várias coisas que pra você são estranhas, mas isso não é motivo pra querer fazer com que elas se sintam mal , até mesmo porque se elas quiserem também vão encontrar coisas em você que pra elas são estranhas. E tem mais, as pessoas que realmente te amam vão te aceitar do jeito que você é, com o cabelo armado, com espinhas, gordinho(a), gritando, chorando, agindo como um tremendo idiota, enfim, do jeito que você é, incluindo seus piores defeitos. (:

4 comentários:

LeLêe disse...

Essas duas citações se complementam e tem tudo à vêe : "...não tem nada de errado em você viver sem ter medo ou vergonha de mostrar quem você é naturalmente, isso é motivo de admiração." e "as pessoas que realmente te amam vão te aceitar do jeito que você é !"
Admiração e aceitação,faz parte da nossa vida,no meio em que vivemos, querermos isto.E a melhor forma de obter isto,é você se aceitando do jeito que é e aceitando os outros também!A partir daí,você recebe a honra(admiração)que vem com respeito que você deu !"Quem tem coragem se aceita como é." ~
*---* amei juju sz

Aron disse...

Te aceito meio loka do jeito que você é tá Ju! (Y) KAOskpakspOAKPOAS
Te amow! op1-

nadamaisqueisso.wordpress.com disse...

Achei demais o seu blog e amei esse post!
Concordo demais com vc, também passei por uma situação parecida com a sua lá na escola... Eu comecei a usar óculos e quando vinha de óculos para a escola, percebia que a maioria das pessoas começou a falar que eu tinha ficado feia e algumas pessoas até não falavam mais comigo. Então resolvi fazer um teste e vir sem óculos por um dia... Adivinha o q aconteceu? As pessoas vieram converssar comigo normalmente, como se nada tivesse acontecido...
Só que eu precisava do óculos, então resolvi assumi-lo e vir com ele pra escola... Claro que várias pessoas não falaram mais comigo, mas pelo menos aquelas que eram minhas amigas de verdade continuaram conversando normalmente... Acho que mesmo quando as pessoas te desprezam por causa de algo que você tem ou faz, você não pode se importar com tudo o que elas falam, pois sempre existirão pessoas assim no mundo...
Adorei Adorei Adorei esse post!!

Laura Olivatto disse...

uia!
Só tem coisa boa por aqui!
Assim como todos aqui - graças ao seu post - tenho feito algumas reflexões. O livro "1984" de George Orwell(podem me dar de presente, colegas; hauaahauh) conta a história de uma sociedade futura na qual tudo seria controlado por grandes telas a favor de um partido político e da vontade de grupos econômicos. Claro que o contexto da história é político... mas fiquei pensando sobre isso.
Orwell escreveu esse livro em 1949, pensando em um mundo 35 anos à frente. O pior é que em 2010 nós vivemos assim. Essas pessoas, citadas por você, que vivem julgando os outros e se preocupam excessivamente com a aparência não possuem uma identidade! São dominadas por "Grandes Telas" - nossa mídia - e tentam impor essa ausência de identidade em nós.
AVÁ! Eu tenho nome e sobrenome! Não preciso ser uma ninguém como eles!
hauaahauha
depois desse desabafo...
posso dizer que ADOREI DEMAIS SEU POST!

(ficou meio óbvio isso né)
xD